ISSN - Versão Impressa: 0102-3616 ISSN - Versão Online: 1982-4378

19
Visualizações
Acesso aberto Revisado por pares
Case Report

Tumoração na gordura infra-patelar de Hoffa - Relato de Caso

Tumor formation in Hoffa's infrapatellar fat: Case report

Alan de Paula Mozella, João Victor da Silveira Moller, Hugo Alexandre de Araújo Barros Cobra



RESUMO

Tumores ou lesões pseudotumorais, apesar de raros, podem acometer a gordura infrapate-lar. O osteocondroma é o tumor ósseo benigno mais comum. Entretanto, sua apresentaçãoextraesquelética é rara. Três são as variantes do osteocondroma extraesquelético: a condro-matose sinovial, o condroma para-articular e o condroma de partes moles. Apresentamosum caso de lesão intra-articular única na topografia da gordura de Hoffa em uma pacientefeminina de 78 anos com queixa de dor progressiva em joelho associada a artrose grave. Pelosachados clínicos e radiológicos o diagnóstico foi de osteocondroma para-articular. Entre-tanto, os achados histopatológicos - após exérese da lesão - evidenciaram condromatosesinovial secundária a osteoartrose. Descritores - Tecido adiposo Osteocondroma Condromatose sinovial

ABSTRACT

Although tumors or pseudotumoral lesions are rare in the infrapatellar fat, they may affectit. Osteochondroma is the commonest benign bone tumor. However, extraskeletal pre-sentations are rare. There are three extraskeletal variants of osteochondroma: synovialchondromatosis, para-articular chondroma and soft-tissue chondroma. We present a caseof a single intra-articular lesion in the area of Hoffa's fat, in a 78-year-old female patientwith a complaint of progressive knee pain associated with severe arthrosis. From the clin-ical and radiological findings, the diagnosis was para-articular osteochondroma. However,the histopathological findings, after excision of the lesion, showed that this was synovialchondromatosis secondary to osteoarthrosis.

Introdução

O coxim gorduroso infrapatelar, também denominado gordurade Hoffa, representa estrutura intra-articular e extrasinovialconstante do compartimento anterior do joelho.

Doença degenerativa articular, patologias inflamatórias esequela de trauma representam as principais enfermidades dagordura de Hoffa. Tumores ou lesões pseudotumorais, apesarde raros, podem acometer o coxim infrapatelar.

Por causa de inervação abundante, tais alteraçõesapresentam-se, frequentemente, com significativa sinto-matologia, embora a presença de calcificações tenha sidorelatada em reduzido número de casos.

Relatamos um caso de lesão intra-articular única no com-partimento anterior do joelho associado a artrose grave.

Relato de caso

Paciente feminina, 78 anos, negra, hipertensa e diabé-tica, queixa-se de dor progressiva em joelho esquerdo comevolução superior a seis anos associada à limitação funcional.Ao exame físico eixo em valgo de 15?, atrofia muscular + + /3 + .Arco de movimento doloroso entre 10?a 130?associado acrepitação tricompartimental. Notava-se, durante palpação,aumento de volume em região infrapatelar, de consistênciaendurecida e com mobilidade limitada.

Exames radiográficos evidenciavam imagem ovalada infra-patelar, calcificada, de contornos bem delimitados, e áreasde hipodensidade associada a alterações degenerativas compinçamento articular do espaço femorotibial lateral. Examesde pose da paciente, datados de três anos antes, documen-tavam a mesma lesão e evidenciavam ausência de alteraçõesradiográficas nos últimos 36 meses (fig. 1).

Por apresentar características de benignidade, optamos porressecção em bloco e artroplastia total de joelho no mesmoato cirúrgico. Foi feito acesso parapatelar medial ao joelhoesquerdo que evidenciou massa com características endu-recidas com aparente lâmina de cartilagem, contornos bemdelimitados e não aderidos a planos profundos. Não identifi-camos comunicação com fêmur ou tíbia (fig. 2).

Após ressecção tumoral e implantação de componente pro-tético, a paciente evoluiu sem complicações (fig. 3).

Estudo anatomopatológico revelou nódulo com superfí-cie bocelada, cor brancacenta, que media 3,3 × 2,5 cm. Apóssecção, mostrou aspecto estratificado de consistência endure-cida e observou-se, também, área central cavitária, que media1,6 × 0,5 cm (fig. 4). Microscopia: nódulo constituído por con-drócitos típicos imersos em matriz condroide distribuídosde modo estratificado e áreas de calcificação, ossificação edegeneração com formação de pseudocistos. A lesão era reco-berta por membrana sinovial e exibia células de revestimentoaplanadas. Em conclusão, condromatose sinovial (fig. 5).

Discussão

Osteocondroma é o tumor ósseo benigno mais comum, fre-quentemente localizado na região metafisária de ossos longos.Entretanto, sua apresentação extraesquelética é rara.1Três sãoas variantes do osteocondroma extraesquelético: condroma-tose sinovial, condroma para-articular e condroma de partesmoles.2

A condromatose sinovial de joelho é uma entidade inco-mum. O conhecimento sobre o assunto é baseado em relatosde caso ou pequenas séries de casos. É definido comoproliferação benigna de múltiplos corpos cartilaginosos notecido sinovial presente nas articulações, bursas ou bai-nhas tendinosas.3Por metaplasia, acredita-se que fragmentoscartilaginosos livres na articulação sofrem calcificação e/ouossificação.3

O processo de metaplasia pode ser dividido em três fases:confinado à membrana sinovial; ativação da membrana sino-vial; e progressão para corpos livres e um estágio tardio comsinóvia inativa e corpos livres residuais.4

Milgram dividiu a condromatose sinovial em três cate-gorias: a) corpos livres originários de fraturas osteocon-drais; b) artrite degenerativa ou necrose avascular queleva a fragmentação cartilaginosa; c) condromatose sino-vial primária.4Na condromatose secundária à osteoartrose,como no caso apresentado, a metaplasia ocorreria no frag-mento oriundo das fraturas subcondrais ou na fragmentaçãocartilaginosa.4

O quadro clínico geralmente é monoarticular, joelho éa localização mais frequente, seguido por quadril, ombro ecotovelo.5Acomete indivíduos entre a terceira e a quintadécada de vida, principalmente do sexo masculino.5,6OsPOIA

sintomas são dor, edema e limitação no arco de movimento.5,6O exame físico varia do normal até o achado de uma massapalpável.5

Os achados radiográficos são: lesões múltiplas, redondasou ovaladas, regulares e com aspecto de calcificação. O prin-cipal diagnóstico diferencial da condromatose sinovial é osarcoma sinovial, no qual a calcificação é irregular, grosseirae geralmente extra-articular.3

O tratamento é cirúrgico, com excisão das lesões e,preferencialmente, associado à sinovectomia total.6A sino-vectomia parcial relaciona-se com um aumento na recidivadas lesões.7

Osteocondromas para-articulares frequentementelocalizam-se no joelho, porém já foram relatados casos nocotovelo, quadril e tornozelo.8Aproximadamente 50 casosde osteocondromas para-articulares já foram descritos.8Nojoelho, a gordura de Hoffa representa a localização maisprevalente.8A presença de tecido sinovial residual explica,possivelmente, as condições neoplásicas primárias originadase confinadas a essa estrutura.9

Reith et al.2definiram três critérios para o diagnósticode osteocondroma para-articular: lesão única, radiológica eclinicamente; histologicamente composta por tecido ósseoe cartilaginoso; lesão extrassinovial.

A nomenclatura usada para descrevê-lo é confusa.Lesões semelhantes já foram reportadas como osteocon-droma capsular, osteocondroma extraesquelético, condromaossificante, condroma para-articular, osteocondromaFigura

intra-articular extrassinovial gigante e doença deHoffa.1

A resolução completa dos sintomas ocorre na maioria doscasos após exérese da lesão e a recidiva da lesão representaevento raro.1,10

Acredita-se que pela similaridade clínica, radiológica ehistopatológica entre a doença de Hoffa e os condromasintra-articulares, as doenças estão intimamente relacionadas.Alterações mecânicas, como valgo ou recurvo e instabilidaderotacional, contribuem para o aumento do impacto entre essasestruturas.10

O diagnóstico radiológico é baseado na visualização doosteocondroma na topografia correspondente, que se tornavisível somente após o processo de ossificação.10Histo-logicamente apresenta trabeculado ósseo característico daossificação endocondral coberto por uma camada de cartila-gem hialina.1,8

Concluímos, portanto, que, no caso apresentado, os acha-dos radiográficos de lesão única e localizada na topografia dagordura de Hoffa favorecem o diagnóstico de osteocondromapara-articular secundário a doença de Hoffa. Entretanto, histo-logicamente a lesão é compatível com condromatose sinovial.Diagnóstico esse provável pelo quadro associado de osteoar-trose severa de joelho.

Conflitos de interesse

Os autores declaram não haver conflitos de interesse.

REFERÊNCIAS

1. Sanga S, Goswami G, Negi RS. Intra-articularosteochondroma: a case report. NHLJ Med Sci. 2013;2(1):77-8.

2. Reith JD, Bauer TW, Joyce MJ. Paraarticular osteochondromaof the knee Report of two cases and review of literature. ClinOrthop Relat Res. 1997;(334):225-32.

3. Perry BE, McQueen DA, Lin JJ. Synovial chondromatosis withmalignant degeneration to chondrosarcoma. J Bone Joint SurgAm. 1988;70(8):1259-61.

4. Milgram JW. The classification of loose bodies in humamjoints. Clin Orthop Relat Res. 1977;(124):282-91.

5. Lewis M, Marshall J, Mirra JM. Synovial chondromatosis of thethumb. J Bone Joint Surg Am. 1974;56(1):180-3.

6. Filho JS, Carvalho RT, Sayum J, Matsuda MM, Cohen M.Condromatose sinovial de joelho: relato de caso. Rev BrasOrtop. 2011;46(5):605-6.

7. Oglive-Harris DJ, Saleh K. Generalized synovialchondromatosis of the knee: a comparison of removal of theloose bodies alone with arthroscopic synovectomy.Arthroscopy. 1994;10(2):166-70.

8. Sen MD, Satija BL, Kumar KS, Rastogi V, Sunita BS. Giantintra-articular extrasynovial osteochondroma of the Hoffa'sfat pad: a case report. MJAFI. 2012:1-4. Disponível em:http://www.mjafi.net/article/S0377-1237%2812%2900254-7/fulltext.9. Saddik D, McNally EG, Richardson M. MRI of Hoffa's fat pad.Skeletal Radiol. 2004;33(8):433-44.10. Lourenço RB, Rodrigues MB. Which is your diagnosis? RadiolBras. 2007;40(3):9-10.